fbpx
Fernando Schüler apresenta o Brasil 2020 em perspectiva
15 de agosto de 2019
Projeto Comprador da Mercopar encerra inscrições na sexta-feira
10 de setembro de 2019

Autores gaúchos se encontram no Zarabatana para bate-papo sobre literatura e arte

Escritores Lucio Feliciate, Renata Machado, Andrea Barrios e Amauri Confortin - Foto: Acervo Pessoal

O sábado  de 31 de agosto foi escolhido para uma tarde de autógrafos e um bate-papo literário a partir das 16 horas, no Zarabatana Café Bar (Rua Luiz Antunes, 312, bairro Panazzolo), em Caxias do Sul (RS). Os caxienses vão poder conhecer as obras “O soldado João” e “O serelepe e o paradão”, de Amauri Antonio Confortin, o livro de contos bilíngues “Ao menos um descanso / Al menos un descanso”, de Andrea Barrios, “A casa abandonada” e “A casa restaurada”, de Lucio Feliciate, e o “Mosaico de Reflexos”, da jornalista Renata Machado.

Na programação, enquanto os adultos conhecem as obras dos autores que se encontraram na Oficina de Criação Literária Alcy Cheuiche e as ilustrações da escritora, ilustradora e convidada especial Adriana Antunes, os pequenos vão participar de uma oficina de desenho. Quem se aventurar nessa tarde, vai conhecer quatro histórias de escritores com perfis diferentes que se unem para reverberar as palavras cada um com seu estilo literário.

A entrada é franca e os livros podem ser adquiridos no local. O preço de cada unidade pode ser adquirida a partir de R$ 20. Combos dos livros também serão encontrados por valor especial.

Um pouco sobre cada autor e seus livros

“O soldado João” e “O serelepe e o paradão”, de Amauri Antonio Confortin
Amauri Antonio Confortin, contador especializado em auditorias e perícias, criado no seio de uma família de pequenos agricultores de Faxinalzinho, encontrou em Porto Alegre um lar para tornar realidade seus caminhos e sonhos, na década de 80. Por 27 anos, atuou na Brigada Militar. Tem dois livros lançados “O Serelepe e o Paradão”, uma história do poder de transformação positiva e contagiante da amizade e “O Soldado João”, obra que nasceu para emocionar com um personagem que cativa pela bondade: um formador de consciências.

“Ao Menos Um Descanso / Al menos un descanso”, de Andrea Barrios
A tradutora Andrea Barrios, nascida em Porto Alegre e filha de uruguaios, é professora de espanhol no curso de Relações Internacionais da ESPM e de francês da Aliança Francesa e integra a AJEB, Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil. “Ao menos um descanso/Al menos un descanso” é um livro que traz contos em espanhol e português. Alcy Cheiuche afirma que “torna-se impossível saber quais nasceram assim ou foram traduzidos pela própria escritora”. E destaca: “o mais importante é destacar o nascimento de uma contista bilíngue que honra seus dois países, o Brasil e o Uruguai”.

A casa abandonada” e “A casa restaurada”, de Lucio Feliciate
Natural de Alegrete, o médico Lucio Feliciate, redução do nome de Roberto Lucio Feliciate Alves, passou pelas mesas do Laboratório de Análises Clínicas ao IML, foi Professor de Medicina Legal e teve o próprio consultório médico antes de iniciar o seu caminho pelas letras. Com os dois livros de contos lançados em sequência, iniciando com “A Casa Abandonada”, em 2017, e “A Casa Restaurada”, em 2018, Feliciate honra a tradição de médicos escritores no Rio Grande do Sul. Todas as suas narrativas têm o poder do deslocamento geográfico, levando o leitor, como num tapete mágico, da antiga Rua da Margem, em Porto Alegre, às margens do Sena, em Paris.

“Mosaico de Reflexos”, da Renata Machado
Renata Machado é uma jornalista que não acredita na imparcialidade. Há mais de 10 anos é assessora de comunicação e tem contos publicados em diversas coletâneas e revistas literárias. Mosaico de Reflexos é o primeiro livro solo da autora, lançado em 2018. Ela foi presenteada com a capacidade de criar personagens verdadeiros e nos apresenta Luísa, que por meio de “mosaicos” tem a vida desvendada (ou desvelada) sem uma clara cronologia nos tempos em que a democracia cintilava apenas como esperança de um futuro melhor em um livro essencialmente feminino e feminista.

Fonte: Palavra Comunicação
Marta Sfreddo
Marta Sfreddo
Formada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo - pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), especializada em Comunicação Organizacional pela Universidade de Caxias do Sul e licenciada em Letras pela UCS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *