Escola do Amanhã, do Simecs, forma a primeira turma

A Escola do Amanhã, programa desenvolvido pelo Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul e Região (Simecs) em parceria com o Senai, Sicredi e Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura de Caxias do Sul (Smed) já é uma realidade e formou no dia 19 de dezembro a sua primeira turma. Os estudantes, que têm entre 14 e 16 anos, receberam o certificado de conclusão do curso de Introdução à Robótica.

O presidente do Simecs, Ubiratã Rezler, explica que o projeto foi criado com o objetivo de promover a educação e despertar o interesse dos jovens na indústria. As aulas, realizadas no Senai Nilo Peçanha, utilizaram a metodologia Lego Zoom, que busca de forma prática e lúdica transferir conhecimento aos alunos, com aulas interativas.

Além da introdução à robótica, os estudantes também tiveram aulas de educação financeira, ministradas pelo Sicredi, e ainda realizaram visitas técnicas a indústrias e tiveram palestras com profissionais. O curso foi disponibilizado de forma gratuita para estudantes de escolas municipais indicados pela Smed.

A vice-prefeita de Caxias do Sul, Paula Ioris, foi uma das pessoas que conferiu os resultados dos projetos desenvolvidos pelos alunos. “Quando estive na escola fiz uma pergunta para eles: O que eles perceberam da indústria? Que percepções mudaram durante o curso? Teve um menino que achava que a indústria era um local onde eles tinham que ir para cumprir ordens. E agora viu que a indústria é um lugar onde se pode ir para aprender e ajudar a criar coisas para melhorar a vida das pessoas. Então, é um projeto de fundamental importância para todos, para a indústria, para a cidade, para a comunidade, para os jovens. O programa possibilita que os jovens participem de algo edificante, estruturante, e abre a possibilidade de qualificar as pessoas para a indústria, com uma educação de qualidade, de formação de cidadania e profissionalização”, salienta a vice-prefeita.

Durante as aulas, os alunos entraram em contato com conceitos básicos da indústria realizando atividades como medir, projetar, fabricar, programar, construir e implementar soluções. Conheceram as partes de um robô, com todas as suas dimensões, usaram instrumentos de medição profissionais e tiveram acesso a desenhos mecânicos. Ao final do curso precisaram desenvolver soluções em grupo montando um projeto exclusivo.

“A Escola do Amanhã é muito importante, pois levou a tecnologia moderna da indústria para a sala de aula. Nós estamos incentivando adolescentes em idade anterior ao programa Jovem Aprendiz. Geramos desafios e incentivamos que eles, ao vencerem esses desafios, se identificassem com uma das áreas da indústria. Acreditamos que há muitos talentos entre os jovens e a indústria precisa deles para continuar crescendo. Temos que mostrar que a indústria tem planos de carreira, tem benefícios e é isso que a Escola do Amanhã está fazendo”, diz Igor André Krakeche, gerente de Operações do Senai-RS.

Novas turmas da Escola do Amanhã serão abertas em 2024. O projeto ocorre sempre por meio de uma parceria entre Simecs, Senai, Sicredi e Smed. A previsão é ampliar o número de turmas e de vagas. As informações sobre inscrições serão divulgadas a partir de março.

Divulgação: Assessoria de Imprensa Simecs

About Author

Avatar photo

Formada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo - pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), especializada em Comunicação Organizacional pela Universidade de Caxias do Sul e licenciada em Letras pela UCS.

Leave A Reply