Grupo Rivatti expande operações em Santa Catarina

Pinterest LinkedIn Tumblr +

Quatro meses após a inauguração de sua primeira loja própria em Balneário Camboriú (SC), a maior importadora de móveis de design do Brasil anuncia ampliação de atividades e investimento no estado. A Rivatti Móveis, empresa do Grupo Rivatti, abre em 26 de agosto as portas de sua próxima operação em Florianópolis. O espaço de 1.150 m²  oferecerá uma cartela de 500 produtos entre cadeiras, banquetas, poltronas, sofás, tapetes, mesas, luminárias, itens de decoração, linhas office e outdoor. O portfólio completo, nas diferentes cores e tecidos, chega a mais de 1,8 mil itens. A novidade traz um aporte de aproximadamente R$ 1,5 milhão, com a criação de nove empregos diretos, além de terceiros envolvidos com montagem e entrega.

Em franca expansão, o Grupo Rivatti, com sede em Caxias do Sul (RS), enxerga no mercado catarinense um significativo potencial de negócios e uma referência nacional em termos de público para produtos de design e de alto padrão. Que ainda conta com um diferencial logístico decisivo.

“A decisão de marcar presença local é, antes de tudo, estratégica. A loja própria é como um laboratório, que nos permite entender o mercado, conhecer o cliente de perto, saber o que o público precisa e deseja com relação a produto, design e preço. E, a partir do que for identificado, replicar para toda rede, em todo o Brasil. Além disso, Santa Catarina também nos oferece uma capacidade de atendimento muito mais ágil, com pronta-entrega de todos os produtos, graças ao nosso Centro de Distribuição, em Navegantes”, revela o diretor da Rivatti Móveis, Márcio Quadros.

O Centro de Distribuição (CD) totalmente informatizado, de 21 mil m² e 25 mil posições porta-paletes, garante velocidade nas conexões entre as lojas e a rede integrada por 3,2 mil distribuidores em todo o território nacional. Desde Navegantes, são movimentados 800 contêineres por ano, levando móveis de design e alto padrão para todo o Brasil e outros 13 países.

De acordo com o executivo, a empresa dá sinais de performance ainda melhor neste segundo ano de pandemia. Em 2020, a Rivatti registrou crescimento de vendas de 16% em receita e 22% em volume. Somente no primeiro semestre deste ano, o aumento de vendas em volume foi de 51%, o que tende a ser maior no fechamento de 2021, considerando a retomada dos negócios de móveis para o mercado corporativo como  hotéis, restaurantes, lojas e comércio em geral. Também as transações por e-commerce garantiram melhor desempenho, tendo crescido em torno de 30%, quase o dobro da média em circunstâncias normais.

“O mercado corporativo, que foi um dos mais atingidos pela pandemia em 2020, voltou a comprar em meados de abril deste ano. Tanto que, nossa meta anual de vendas neste segmento já foi batida. De modo geral, a tendência é de que a situação se reestabilize, com cada consumidor procurando o caminho por onde se sente mais à vontade, seja loja física ou comércio eletrônico. A expectativa é de que o segundo semestre seja bem superior ao primeiro. Tradicionalmente, os projetos ganham velocidade em função das festas de fim de ano e da chegada do verão”, avalia Márcio Quadros.

Sobre o Grupo Rivatti

Há 16 anos no mercado, o Grupo Rivatti é controlador das marcas Rivatti Móveis, Renna Componentes para Móveis, Pix Iluminação, Pix Construção, UV-PRO, Monobox Contêineres e Metalfox Fundição. Atualmente, a organização conta com quadro de 285 funcionários espalhados, agora, por 11 unidades de negócios: matriz e showroom em Caxias do Sul; showrooms Rivatti em Passo Fundo e Santa Maria, no Rio Grande do Sul; showrooms Rivatti em Balneário Camboriú e Florianópolis, em Santa Catarina, além de três escritórios internacionais na China, trading própria com escritório em Hong Kong e Centro de Distribuição, estrategicamente localizado em Navegantes (SC).

Divulgação: Assessoria de Imprensa Grupo Rivatti
Compartilhar.

Sobre o Autor

Formada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo - pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), especializada em Comunicação Organizacional pela Universidade de Caxias do Sul e licenciada em Letras pela UCS.

Deixe uma resposta