HyperloopTT: proposta de estudo para implantação do trem futurista avança no RS

Pinterest LinkedIn Tumblr +

Em 19 de janeiro deste ano, o governo do estado do Rio Grande do Sul anunciou um acordo para a realização de um estudo de viabilidade da rota Porto Alegre-Serra Gaúcha para um transporte de altíssima velocidade pelo sistema HyperloopTT.

A intenção de trazer esta tecnologia para a Serra Gaúcha, porém, não é nenhuma novidade. Pelo menos não para os empresários que participaram da reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC Caxias) em 27 de maio de 2019. Naquela data, a entidade recebeu como palestrante o diretor de Desenvolvimento de Negócios no Brasil da Hyperloop Transportation Technologies, Ricardo Penzin, que esteve na Serra Gaúcha em busca de apoio para o projeto.

No evento, Penzin afirmou que não existe competitividade industrial sem logística, mas, no Brasil, o mindset ainda é muito tradicional, focado na rodovia e na ferrovia. E por isso, com o objetivo de colocar o País na rota das novas tecnologias de mobilidade, Penzin apresentou a HyperloopTT, uma grande startup global, com sede nos Estados Unidos – que desenvolve um sistema de transporte baseado na inovação – criada em 2013 por Elon Musk, fundador da Tesla. O sistema consiste em uma cápsula que levita em tubos de vácuo a velocidade que podem atingir até 1.200 km/h, mais do que a velocidade do som.

Na ocasião, Penzin falou sobre a tecnologia presente no Hyperloop, o futuro do transporte e passageiros e cargas e os planos da empresa para o Brasil. “Estamos buscando parceiros no País e avaliando regiões que apresentem maior aderência ao negócio”, ressaltou. No ano anterior, 2018, a empresa havia inaugurado um centro de inovação em logística na cidade de Contagem, em Minas Gerais. As atividades da operação, no entanto, foram encerradas em maio de 2019.

De acordo com explicações do executivo na reunião-almoço da CIC Caxias, o transporte da Hyperloop é feito por meio de tubos em que cápsulas – “basicamente uma fuselagem de avião sem asas” – se movimentam por levitação eletromagnética e energia sustentável. Presente em vários países, a Hyperloop TT funciona no sistema de parcerias com várias outras organizações.

Revelou que na época a empresa havia fechado acordo para a construção de um Hyperloop nos Emirados Árabes que deveria entrar em operação até 2020. Também estavam construindo uma pista em Toulouse (França), que seria testada no segundo semestre de 2019. A partir de 2023, a projeção é a construção de 200 km por ano de pistas, foi o que revelou o executivo da Hyperloop em Caxias do Sul aos empresários ligados à CIC Caxias.

Rota Porto Alegre – Serra Gaúcha

Pois em janeiro de 2021 é anunciado que o Rio Grande do Sul, HyperloopTT e Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) fecharam acordo para avaliar a rota de transporte de altíssima velocidade ligando Porto Alegre à Serra Gaúcha e que o estudo de viabilidade irá avaliar a demanda, aspectos técnicos e financeiros do projeto.

O sistema de transporte por cápsulas, para passageiros ou cargas, poderá atingir 1.200 quilômetros por hora com conforto e segurança superiores ao de aviões. O estudo será o primeiro para um sistema hyperloop na América Latina. Além do estudo de viabilidade técnica da rota, o acordo prevê a análise das condições ambientais, socioeconômicas, além dos aspectos financeiros, como retorno de investimento, que um projeto desta dimensão possibilita.

De acordo com a HyperloopTT, uma das vantagens do sistema é ser viável comercialmente, não dependendo de recursos públicos para se manter. Além disso, é uma maneira sustentável do ponto de vista ambiental de avançar em sistemas de transporte. A parceria coloca o Brasil definitivamente na rota do transporte mais inovador e disruptivo atualmente em desenvolvimento no mundo. “O estudo demonstrará que o sistema é sustentável tanto do ponto de vista do investidor quanto do ponto de vista ambiental. E irá suprir uma demanda muito importante por transporte de qualidade, em altíssima velocidade, no Brasil. É uma satisfação enorme termos o governo do Rio Grande do Sul como parceiro nessa iniciativa”, afirma Dirk Alhborn, fundador e presidente da HyperloopTT.

“Esse acordo é resultado do trabalho que temos realizado para posicionar o Rio Grande do Sul no mapa global da inovação”, ressalta o secretário estadual de Inovação, Ciência e Tecnologia, Luís Lamb, destacando a relevância do projeto. “É uma oportunidade de avaliarmos, através da universidade e da empresa, uma das tecnologias de potencial impacto global no setor de transportes para as demandas da sociedade gaúcha, possibilitando benefícios em diversas áreas”, explica. O estudo também avaliará localizações para grandes estruturas, possíveis restrições para o alinhamento do sistema e a integração do hyperloop com a estrutura de transporte já existente, entre outros aspectos.

A Hyperloop Transportation Technologies (HyperloopTT) é uma empresa inovadora de transporte e tecnologia focada em desenvolver o hyperloop, um sistema que move pessoas e mercadorias a velocidades sem precedentes de forma segura, eficiente e sustentável. Através do uso de tecnologia única e patenteada e de um modelo avançado de negócios de colaboração lean, inovação aberta e parceria integrada, a HyperloopTT está criando e licenciando tecnologias.

Quem é a HyperloopTT

Fundada em 2013, a HyperloopTT é uma equipe global de mais de 800 engenheiros, criativos e técnicos em 52 equipes multidisciplinares, com 40 parceiros corporativos e universitários. Seu modelo de negócios pioneiro vem sendo estudado em universidades de ponta como Harvard. O Centro Europeu de P&D da HyperloopTT no Aerospace Valley em Toulouse, França, é o local de testes do primeiro e único sistema completo de cápsula de passageiros do mundo. Em 2019, a HyperloopTT lançou o primeiro estudo abrangente de viabilidade analisando um sistema de hyperloop, que constatou que o sistema é econômica e tecnicamente viável e que gerará lucro sem exigir subsídios governamentais.

Com sede em Los Angeles, CA, e Toulouse, França, a HyperloopTT tem escritórios em Abu Dhabi e Dubai, nos Emirados Árabes Unidos; Bratislava, Eslováquia; São Paulo, Brasil; e Barcelona, Espanha. A HyperloopTT assinou acordos nos Estados Unidos, Emirados Árabes Unidos, França, Alemanha, Índia, China, Coreia, Indonésia, Eslováquia, República Tcheca e Ucrânia.

Por Marta Guerra Sfreddo

Siga a Letteris no Facebook

Compartilhar.

Sobre o Autor

Formada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo - pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), especializada em Comunicação Organizacional pela Universidade de Caxias do Sul e licenciada em Letras pela UCS.

Deixe uma resposta