fbpx
Crescimento mais robusto da economia somente no segundo semestre de 2020, diz economista na CIC Caxias
10 de setembro de 2019
Projeto Comprador da Mercopar encerra inscrições na sexta-feira
10 de setembro de 2019

OPINIÃO: Comunidades inovadoras redesenham o Rio Grande do Sul

Danillo Sciumbata é head de Cultura da OCA Brasil Innovative Hub - Foto: Diego Ramos do Nascimento

Por Danillo Sciumbata*
*Head de Cultura da OCA Brasil Innovative Hub

Se o Rio Grande do Sul tinha a intenção de se inserir no eixo de inovação do país, esta conquista foi definitivamente alcançada. Estamos vendo tantas e importantes iniciativas nos últimos meses surgindo e se consolidando no estado, que já estamos competindo de igual para igual com grandes centros, como São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis e Recife. Cada vez mais, vemos ambientes dedicados à economia criativa ‘pipocando’ em diferentes municípios, sem contar Porto Alegre, que estão fortalecendo o ecossistema de inovação gaúcho e beneficiando todo mundo.

É preciso somar esforços entre todos os agentes deste ecossistema que busca conectar novas ideias com as oportunidades. Acreditamos ser necessária uma relação de propósito, diversidade e capacidade de realizar e empreender. Principalmente, que os ambientes sejam pensados para inspirar a produtividade e a criatividade, promovendo a conexão entre pessoas e negócios.

A inclusão da comunidade é fundamental para a criação de um verdadeiro ecossistema empreendedor. Por isso se torna tão importante que os hubs de inovação que surgem para alavancar a economia gaúcha sejam ambientes onde o empreendedor possa se colocar no caminho do novo, experimentar ideias e projetos, conectar-se com parceiros que favoreçam oportunidades por meio de encontros espontâneos e compartilhar o que têm de melhor. São ambientes perfeitos para estimular bons negócios, espaços que respiram colaboração e protagonismo, que geram informação e fomentam um mundo corporativo diferenciado.

O objetivo é trocar experiências e compartilhar conhecimentos valiosos, capazes de fazer ideias de novos negócios saírem do papel e startups decolarem. Nesse novo cenário, a gestão empresarial e as relações de trabalho foram ressignificadas: uma startup quer ter a oportunidade de se conectar com uma grande empresa, e uma empresa quer saber como o seu negócio pode se beneficiar do contato com o ecossistema de startups para agregar valor ao que já fazem. Este é o novo jeito de se trabalhar!

 

Marta Sfreddo
Marta Sfreddo
Formada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo - pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), especializada em Comunicação Organizacional pela Universidade de Caxias do Sul e licenciada em Letras pela UCS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *