Região das Hortênsias honra tradição alemã dos biscoitos de pão de mel

A Região das Hortênsias já respira o clima de Natal. O comércio e o turismo já se preparam para os milhares de visitantes que a data natalina atrai. Para atender à demanda, empresas de todos os portes aceleram a produção para as festas de fim de ano. É o caso da Casa do Pão de Mel, uma fábrica familiar de biscoitos localizada às margens da RS-235, em Linha Imperial, interior de Nova Petrópolis (RS), que já tem 35 anos de tradição.

Comandada por Circe Rasche, a Casa do Pão de Mel produz atualmente 60 quilos de biscoitos decorados por dia. A receita que tornou o negócio rentável, segundo a empreendedora, veio da Alemanha, país que tem a tradição dos biscoitos de mel decorados, que além de saborosos encantam os olhos.

“Mantemos a mesma receita desde o início. Produzimos os autênticos biscoitos de mel decorados, especialidades da tradição alemã, para todas as ocasiões, principalmente no Natal. Nossa produção é feita de maneira artesanal, mantendo-se fiel aos sabores e aromas tipicamente alemães”, diz Circe, que conta com a ajuda de dois funcionários para tocar a produção.

Mas os biscoitos não são apenas um doce sazonal de fim de ano. As datas de maior venda, além do Natal, são a Páscoa, o Halloween e o Rosh Hashaná, o “Ano-Novo Judaico”, uma festa que ocorre no primeiro dia do primeiro mês do calendário judaico. Também é possível encontrar biscoitos decorados com temas para o Dia das Mães e Dia dos Namorados.

A Casa do Pão de Mel fez tanto sucesso nestes 35 anos, que, além de Gramado, Canela e Porto Alegre, passou a ter seus produtos distribuídos também em pontos comerciais de São Paulo e do Rio de Janeiro. A meta é ampliar a capacidade de produção e assim aumentar as vendas para outros municípios e estados. “Mesmo com a pandemia, notamos um crescimento médio de 15% de junho para cá, em relação ao mesmo período do ano passado”, revela Circe. Em épocas como Natal e Páscoa, a Casa do Pão de Mel chega a contratar até quatro pessoas a mais para auxiliarem na produção.

Texto: Marta Guerra Sfreddo

About Author

Avatar photo

Formada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo - pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), especializada em Comunicação Organizacional pela Universidade de Caxias do Sul e licenciada em Letras pela UCS.

Leave A Reply