fbpx
Volksbus completa 25 anos
15 de agosto de 2018
Caxias do Sul ganha maior hub de inovação do RS
17 de dezembro de 2018

Segunda Wine South America está confirmada para 2019

Mais de 250 marcas participaram do evento

Edição deste ano atraiu público de 6 mil visitantes para o Parque de Eventos de Bento Gonçalves

Por Roberto Hunoff

Visitantes vieram de 16 países e 25 estados brasileiros

Crédito fotos: Vagão Filmes, Divulgação

A primeira edição da Wine South America encerrou com saldo positivo para o setor vinícola brasileiro. Entre 26 e 29 de setembro Dre 2018, cerca de 250 marcas expositoras, das quais 100 vinícolas nacionais, mostraram a qualidade de vinhos, espumantes e sucos para um público qualificado, de compradores focados em negócios a winelovers interessados em vivenciar experiências. A segunda edição está confirmada para a última semana de setembro de 2019, em Bento Gonçalves (RS).

A Feira Internacional do Vinho registou seis mil visitantes, provenientes de 25 estados brasileiros e 16 países. Oportunizou mais de 400 rodadas de negócios pelo Projeto Comprador, realizado em parceria do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Sebrae – RS e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, e inúmeros encontros de networking envolvendo empresas vinícolas e varejistas nacionais.

Conhecimento sobre o mundo do vinho

Também promoveu cerca de 50 conteúdos técnicos, entre palestras e degustações orientadas, que colaboraram para a promoção do conhecimento sobre o mundo do vinho. “Estamos satisfeitos com o legado que a Wine South America começa a construir para o setor vinícola brasileiro. Acredito que a primeira edição terá efeito multiplicador”, definiu Alberto Piz, diretor da Milanez & Milaneze, empresa promotora da feira, e subsidiária do Grupo VeronaFiere.

Milanez confirmou segunda edição

A chegada da Wine South America à Serra gaúcha trouxe extensa lista de benefícios à cadeia vitivinícola, segundo as principais entidades do segmento. “Além da presença de um público muito importante para as vinícolas, a feira reuniu o setor, fazendo com que ele se fortaleça cada vez mais. Também vendeu a região, porque muitos participantes não conheciam a Serra e ficaram admirados com o seu potencial turístico”, avalia Oscar Ló, presidente do Ibravin.

O público formado por compradores, distribuidores, importadores, enólogos, sommeliers e enófilos foi destacado pelo presidente da Associação Brasileira de Enologia, Edegar Scortegagna. Para ele, esses visitantes trouxeram possibilidades de negociação e ampliaram a divulgação dos rótulos.

Expositores avalizam a feira

Juarez Valduga, presidente da Famiglia Valduga,

“Mesmo em período delicado da economia, sentimos resultados extremamente positivos, tanto para negócios quanto para a imagem inovadora da marca. A feira foi uma porta de entrada para nossa proposta ser vista como vinícola premium familiar, aproximando-a de compradores estrangeiros, principalmente da Rússia, Europa, México, Paraguai, Uruguai e Chile”.

Beatriz Dreher Giovaninni, proprietária da Vinícola Don Giovanni

“A feira é uma mostra do trabalho que realizamos diariamente e do que o terroir nos dá. É uma vitrine para vendas e o vinho nacional mostrou sua cara. Com os negócios gerados nesses quatro dias, não apenas as vinícolas são valorizadas, mas também os colonos que estão no campo, as equipes que elaboram as bebidas, enfim, toda a cadeia produtiva”.

Fernanda Elias, analista de marketing da Prisma

“A feira foi fundamental para divulgar a marca no mercado brasileiro, alinhando negócios com compradores de vários estados. Destaque para a tecnologia utilizada

no nosso produto – a Vinsafe, que cria uma película interna para impedir o contato do líquido com o alumínio, além de fechamento hermético. É um produto jovem, fácil de beber e surpreendente”. A empresa apresentou a linha Barokes, que contempla vinhos e frisantes enlatados.

Maiquel Vignatti, gerente de marketing da Cooperativa Vinícola Garibaldi

“Foi uma oportunidade muito importante para compartilhamos com o público a qualidade de nossos rótulos, reconhecidos internacionalmente também pelas mais de 75 distinções que acumulamos até agora, só em 2018. Também permitiu divulgar as programações para quem visitar o complexo enoturístico, em Garibaldi. Certamente continuaremos colhendo bons resultados da participação na feira”.

César Luís Postingher, diretor comercial da Econatura/Uva Só Produtos Orgânicos

“O principal diferencial em relação a outras feiras é a possibilidade dos compradores virem nos visitar, conhecendo produtos e produtores de perto. Nas rodadas de negócios, tivemos contato com compradores de países como Colômbia, Estados Unidos e Canadá, além dos estados brasileiros localizados nas regiões Norte e Nordeste.

Felipe Bebber, sócio da Família Bebber

“A feira será uma bela vitrine para nossos produtos. Apresentar e promover nossos vinhos e espumantes para um público deste nível sempre é uma grande honra”.

Sebastian Gonzatto, gerente de exportações da Vinícola Gimenez Mendez

“O Brasil é nosso mercado número um, por isso viemos à feira para divulgar produtos que já estão no mercado. Também chamou a atenção o acesso a novas oportunidades de negociação com estados litorâneos brasileiros”.

Luiz Felipe Batalha, diretor da Azeite Batalha

“Nossa marca sempre mirou na internacionalização, de modo que a proposta da feira é perfeita para nossa estratégia de crescimento. Diferentemente da maioria de eventos que participamos, onde apresentamos nossos produtos ao consumidor final, a Wine consegue reunir dois públicos com conhecimento e interesses bastante próximos: vinhos e azeites. Aqui encontramos o ambiente ideal para parcerias e bons negócios”.

Roberto Hunoff
Roberto Hunoff
Dedica-se ao jornalismo há 39 anos, tendo iniciado em 1978, na TV Caxias Canal 8, como redator de noticiários. Mas foi na mídia impressa que concentrou sua atividade profissional. Começou no Jornal de Caxias em 1979, passou por Pioneiro, Folha de Hoje e Folha de Caxias. Fundou o Caxias Notícias, sucedido pelo Diário Folha do Sul, e trabalhou nos semanários Tempo Todo e O Caxiense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *