fbpx
Asprovinho celebra a colheita com festa nos vinhedos da Aurora
19 de fevereiro de 2020
Bloco da Velha 2020: dez anos de samba na rua
21 de fevereiro de 2020

Vinhos mineiros chegam à Serra Gaúcha

Vinho Primeira Estrada foi premiado nacionalmente três anos após seu lançamento - Foto: Divulgação

Por Marta Guerra Sfreddo

Um dos rótulos mais representativos da vitivinicultura mineira, o vinho Primeira Estrada chega ao mercado da Serra Gaúcha. Elaborado pela Vinícola Estrada Real, pioneira no uso da dupla poda das videiras, o produto é encontrado, com exclusividade, nas variedades Syrah e Chardonnay, na loja da Boccati Vinhos e Utilidades, em Caxias do Sul (Rua Antônio Ribeiro Mendes, 2043, Bairro Santa Catarina), no RS.

Os rótulos já têm presença nos principais mercados brasileiros, como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Em 2016, o Primeira Estrada venceu a Grande Prova de Vinhos do Brasil.

A técnica de dupla poda é praticada desde 1996 na Região Sudeste, em especial nos estados de Minas Gerais e São Paulo. Sua origem é a Fazenda Experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), em Caldas, no Sul do estado, onde foram introduzidas variedades viníferas.

A técnica de dupla poda

No Brasil e em outras regiões vitivinícolas do mundo, como França, Itália e Espanha, no inverno, a planta está em período de repouso, armazenando energia para, na primavera, ter o crescimento vegetativo. É quando surgem as primeiras flores e frutos, que no verão irão amadurecer para posterior colheita.

A técnica de dupla poda “engana” a planta e inverte este ciclo, fazendo com que o período de colheita coincida com o período de seca na região mineira. A inversão do período de colheita das uvas permite a elaboração de vinhos finos em diferentes macrorregiões.

Ex-pesquisador da Epamig, Murillo de Albuquerque Regina explica que nas melhores regiões vitícolas mundiais, o clima do período que antecede a colheita é caracterizado por dias ensolarados e noites frias, além de solo seco. “Essas características permitem o bom desenvolvimento dos frutos. A maturação tecnológica e fenólica das uvas resulta em vinhos finos de qualidade, com maior estrutura e potencial de guarda”, observa.

Enólogo, especialista em viticultura e PhD em Bordeaux, Murillo é sócio proprietário da Vinícola Estrada Real, empresa que lançou no mercado brasileiro o primeiro vinho fino de Minas Gerais, em 2013. Seus sócios são o médico brasileiro Marcos Arruda e os franceses viveiristas e viticultores Patrick Arsicaud e Thibaud de Salettes.

Novos investimentos a caminho

O plantio comercial foi iniciado em 2004 na Fazenda da Fé, em Três Corações. Atualmente, na propriedade, há seis hectares de área plantada da uva Syrah. A vinícola ainda tem quatro hectares de uvas Chardonnay e Petit Manseng, em Caldas. Visando ao incremento de produção, novos vinhedos serão implantados no Sul de Minas Gerais.

A vinícola recém-inaugurada é resultado de parceria com o empresário Eduardo Nogueira, proprietário dos Vinhos Maria Maria. A unidade está equipada para a vinificação de rótulos próprios e de terceiros, oferecendo serviços com acompanhamento de enólogos experientes. A estrutura assegura as melhores condições para a elaboração de vinhos brancos, tintos, roses e espumantes. A vinícola tem capacidade instalada para 100 mil garrafas por ano. Nos últimos anos, a empresa investiu R$ 2 milhões em toda a estrutura.

Primeira Estrada Syrah 2017

Variedade: 100% Syrah
Região: município de Três Corações (MG)
Produção: 15 mil garrafas
Características sensoriais: coloração vermelha intensa com tonalidades violáceas, aromas complexos e elegantes que lembram ameixa seca, pimenta-preta, ervas aromáticas, folhas de louro e toques sutis de eucalipto. Em boca, taninos macios e acidez marcante.

Primeira Estrada Chardonnay 2018

Variedade: 100% Chardonnay
Região: município de Caldas (MG)
Produção: 4 mil garrafas
Características sensoriais: coloração amarelo-palha brilhante, aromas delicados de levedura, banana, maçã e flores brancas. Sabor agradável com acidez presente e em equilíbrio, o que lhe confere excelente frescor e vivacidade.

Investimentos na cidade de Caldas superam montante de R$ 2 milhões – Foto: Divulgação

 

Marta Sfreddo
Marta Sfreddo
Formada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo - pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), especializada em Comunicação Organizacional pela Universidade de Caxias do Sul e licenciada em Letras pela UCS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *